segunda-feira, 9 de agosto de 2010

De mãos erguidas '


Ela estava lá no chão erguendo suas lindinhas mãos brancas e suja de areia para mim..E eu imóvel sem saber o que fazer mais o que eu poderia dizer a ela ? Se antes dela ir eu disse :
- Hey não vá! Você sabe que vai acabar se machucando, fica aqui comigo!
Então ela com um tom irônico e teimoso me disse :
- Ficar aqui com você? – Me olhou e riu – sim eu vou, sei que lá serei mais feliz, e eu não irei me machucar não se preocupe eu sei me cuidar.
E saiu sorrindo, com um sorriso contagiante, que neguem e nada o tiraria.
Então eu observei de longe, abaixei a cabeça e disse baixinho:
- Ela ira voltar de novo, chorar de novo, sofrer de novo; Então com uma for grossa e sutil disse alto:
- Que diabos essa guria tem??! Ela sempre vai e bati com a cara contra a parede, o que tem lá de tão estimulante e prazeroso?
E eu e minhas perguntas , sento me no chão e espero , espero , espero ela volta e pedir minha mão de novo ..Mas enfim eu me pergunto “ O que estou fazendo aqui ? se eu tenho alguém me esperando ; Estou fazendo o mesmo que ela “
Então me levanto, sacudo o pó da roupa e vou em busca da minha felicidade , sabendo que foi encontra pedras no meu caminho , mais nada que possa me impedir de sorrir , o meu sorriso sincero que eu não dava a muito tempo.Volto ao meu presente e me deparo com ela com as mãos ainda erguidas ,então olho com olhos de quem sente dó e digo:
- Eu te avisei – Dou um sorrido pela ultima vez e continua a andar .

Thalita A.Dias

0 comentários:

Postar um comentário